E meu estilo, qual é?

Minha última aquisição de vestuário inaugurou uma nova fase na minha vida. Sim! Digo fase mesmo! Porque até então eu jamais pensaria em me vestir conforme à moda ou usar tal ou qual camiseta e calça jeans a fim de passar por um ”cara legal”. A grande novidade no meu guarda-roupa são minhas roupas floridas… O pior de tudo é que eu gostei – ô se gostei!

Antes de mais nada, preciso dizer, e eu gostaria que me escutassem como se eu estivesse gritando: amo, adoro, tudo o que eu mais gosto são flores! Por isso, nem pensem em achar que o meu problema era com as mocinhas. Nada disso. O rolo sempre foi a ideia de estar na moda, de eu me olhar no espelho e encontrar alguma semelhança para além de biólogica com Neymar, kpoppers e influencers ex-namorados de influencers.

Sim, eu era careta.

E foi para continuar sendo careta que um dia, lá por 2012, eu entrei numa Renner e saí por um Lojão do Brás. Uma pequena, mas significativa, quantia de dinheiro no bolso não me impediu de entrar no prato-feito e sair pelo Bom-Prato. E foi para continuar sendo o Rei dos Caretas que eu desprezei a possibilidade de me vestir com o que eu gosto, que eu deixei de lado, enfim, a ideia de me vestir como gente.

Mas hoje, não! Mais esperto eu seria se em cada vez que eu me visse indo a Osasco novamente eu repetisse comigo: ”Isaias! Pare! Você tem a sorte de uma das coisas que você mais gosta ser não só linda como também confortável!”. Se eu tenho um estilo, é esse.

Isaias Bispo de Miranda – segundo dia de 2020.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s