O último dos banqueiros

Como surgiu o primeiro banqueiro? Não me importo! Quem foi que deu a primeira e maldita moeda ao primeiro e maldito banqueiro? Aí é que eu não me importo mesmo! Só sei que com esta minha experiência de hoje no banco resolvi me tornar o último e o menos odiavel deles.

Deposite agora sua moeda da paciência e receba em troca minhas duas explicações.

Primeira: banco é demorado. Portanto, que ao menos seja firme e confortável. Minha Campeã Nacional se chamará “Accent” – e fará o mais perfeito e rápido banco a se quebrar na cabeça do gerente após uma longa demora.

Segunda: a vocação banqueiro se extinguirá. Afinal, com o sucesso do meu produto, teremos um crack das finanças no Brasil, coisa que, na contramão das minhas vendas, me dará condições de comprar absolutamente todos os nossos bancos

É agora que você me pergunta, caro leitor, se meu plano de saúde é dos bons. E seu irmão, sua mãe ou sei lá quem manda na lata: “Ele não liga que enfiem o banco no…?”

Ora, ora… Vá para o banqueiro que lhe pariu, caro leitor. *

Isaias Bispo de Miranda – 15 de abril de 2019

* E leve os seus junto!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s