Mês: dezembro 2015

Da preguiça

Sobre a minha preguiça atual?

Um corajoso pode muito bem falar da coragem. E um tolerante pode falar da tolerância assim como um triste fala da tristeza. Mas um preguiçoso jamais poderá falar da preguiça. Pois só de pensar no dever primeiro para quem fala de algo, isto é, definir o que seu objeto é, lembra-se da doutrina que com muito esforço (!) conseguiu aprender e que muito lhe é útil: as coisas não podem ser conhecidas, as tentativas de conhecimento são sempre relativas e, portanto, tais tentativas são sempre uma perda de tempo. Um preguiçoso jamais seria um socrático.

Isaias Bispo de Miranda – Carapicuíba, 20 de dezembro de 2015

Anúncios