Eu, nós e Deus

Se há mal no mundo, esse mal vem de Deus. Assim, por que não pensarmos de uma vez por todas que o mal do mundo é Deus?

Hannah Arendt e nós – comentários culturais a partir da filósofa

Karl Marx foi o autor da famosa frase que diz que a história se repete, primeiro como tragédia e segundo como farsa. No caso que trataremos a seguir, a história também se repetirá. Mas ao contrário da Grande História, que era o objeto de Marx na frase, veremos a repetição de uma história de guerra que, se na sua primeira vez se deu como farsa (a fabricação mentirosa de uma guerra), a segunda se dará como tragédia.

Eu entre estes e aqueles

O Brasil é o terrível país em que a luta de classes é percebida mais pela briga entre o trabalhador informal e o mendigo na fila do albergue do que pela desfaçatez com que a desigualdade entre ricos e pobres vem se aprofundando.

Zadig! E não o Destino.

Resumo: O objetivo deste texto é discutir a relação entre o homem e o destino a partir do último parágrafo do Zadig[1] de Voltaire. Para tanto, relacionaremos tal trecho com vários outros da obra a fim de se entender qual é o papel do destino na vida do homem. Ao final, defenderemos a tese de…

Eu não sei pintar

Tem muita gente que prefere cair da escada e quebrar um braço à dizer que não sabe pintar um teto.

Cultura e Covid-19: todo cuidado é pouco

Uma vez escutei de um mestre do cinema alemão que a grande diferença das histórias contadas nos filmes para as histórias reais, é que ao contrário das nossas histórias de vida, as do cinema costumam fazer sentido quando terminam.